Quando uma foto mostra mais que mil vídeos

Agora sim surgiu uma reflexão bacana sobre a diferença entre vídeo e audioslides (produtos que priorizam fotos, de preferência acompanhadas de som ambiente): a diferença que um fotograma pode fazer.

O exemplo de Daniel Sato é excelente: um momento único do boxeador Muhammad Ali congelado em instantâneo, e o vídeo da mesma cena, que deixa o gesto quase imperceptível.

O Garapa, coletivo de fotógrafos preocupados em como continuar a passar a mensagem aproveitando o avanço tencológico, ofecere uma mistura de ambos, vídeos e slides animados. E o som ambiente, claro. Esse é indispensável.

É importante que, nessa era do vídeo (e viva a banda larga!), a foto não seja esquecida. Ela oferece excelentes oportunidades de conteúdo multimídia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s