Arquivo da tag: Wikinotícias

Edição II – Nona aula

Caríssimos,

Na aula desta sexta vamos falar sobre as imposições de tempo e espaço na edição jornalística em papel e on-line.

Como mote, a barriga sobre o avião que não caiu em São Paulo na semana passada. Por que os jornais impressos escaparam do vexame mesmo?

Até que ponto a exigência de velocidade prejudica o exercício do jornalismo?

Vamos falar de um tempo (o nosso) em que a imprensa apura a imprensa.

Mais: em que o cidadão comum concorre com a imprensa (para isso, legal lermos Ana Maria Brambilla e o jornalismo “open source”)?

Tarefas para o segundo tempo:

1) De novo: escrever um texto noticioso no Wikinotícias e enviá-lo, com uma chamada jornalística, pelo Twitter.

2) Navegar (e se cadastrar) nos sites Domelhor, Eucurti e Rec6. Entender seu funcionamento. Na próxima aula, treinaremos edição neles.

Edição II – Oitava aula

Nesta sexta (16/5), na seqüência do curso de Edição II, discutiremos os métodos editorais e de acabamento na Web, a partir do texto “A ditadura do ctrl c + ctrl v“, do grande Paulo Pinheiro.

Dá pra citar ainda o conceito da “vitrine de loja” que Bruno Rodrigues atribui à home page _Bruno é autor do “Manual de redação na Web”, encomendado pelo governo Alckmin para assessorias de órgãos públicos, e também colunista do Comunique-se.

Outro conceito importante: as empresas jornalísticas se preocupam muito mais com a concorrência do que com seus usuários/leitores.

Falaremos ainda de exigências recentes (inglês em primeiro lugar, mais noções de novas tecnologias e usabilidade) e antigas (intimidade com o jornalismo, claro).

Vamos tentar reagir à questão: até que ponto a premência (o imediatismo) prejudica o exercício do jornalismo?

Na etapa final, as tarefas abaixo (mais os comentários sobre o trabalho de simulação do ambiente SMS na semana passada).

Tarefas

1. Publique um texto no Wikinotícias e depois o envie pelo Twitter, com título e link (lembre-se de usar compressores de URL como Is.gd)

2. Navegue e conheça o Brasilwiki. Note as diferenças entre ele e o Wikinotícias.

Edição II – Sétima aula

Nesta sexta (9/5), vamos conversar sobre o jornalismo para ambientes móveis, notoriamente o celular (“a terceira tela”).

Discutiremos o artigo de Mario Lima Cavalcanti e vamos tentar entender porque diabos sua operadora de celular lhe dá tantas facilidades para adquirir aparelhos mais modernos.

Aqui, no ambiente SMS, concisão e precisão são fundamentais. Como editar em 140 caracteres? O que o usuário desse serviço precisa realmente receber?

Mas não é só isso que o telefone móvel oferece. Há “clones” inteiros de sites da Web (cujo conteúdo foi apenas adaptado para a terceira tela) e outros, construídos em WAP, que parecem toscos olhando assim na telona, mas que são bem funcionais quando consultados em aparelhos em miniatura.

Falaremos ainda de jornalismo para mídia exterior (painéis em locais públicos) e suas características de edição. É um assunto praticamente inexplorado nos cursos de jornalismo. Mas que dele têm brotado empregos e especificidades para novos jornalistas, não há duvida.

Tarefas

1) Vá ao Twitter e simule, como se fosse redator de um grande portal, o envio de três notícias (no formato título + URL). Escolha entre UOL, G1, Globo, Terra, Estadão e IG

2) Conheça o Brasilwiki. É um site brasileiro de colaboração. Diferentemente do Wikinotícias, suas matérias são assinadas, e os textos não passam por várias mãos. Navegue pelo site e entenda seu funcionamento. Cadastre-se. Avalie a possibilidade de enviar alguma colaboração.

3) E o Wikinotícias? Matérias lá valerão nota no bimestre, não acabamos nossa missão ali.

Edição II – Sexta aula

O assunto nesta sexta-feira (11/4), última aula antes da prova do bimestre, é a monocultura do Google e o que as máquinas de busca na Internet têm a ver com edição em jornalismo.

Vamos notar, entre outras coisas, que o buscador que domina o mundo mudou seus critérios de indexação para colocar na frente links mais recentes, não os mais “lincados”, como antes. Por quê?

Hora também de dirimir as últimas dúvidas sobre a matéria para o teste da semana que vem. O conteúdo da prova, óbvio, é tudo o que foi publicado neste Webmanário. Tragam suas questões, vocês comandam a “revisão”.

Lembrem-se do trabalho a ser entregue com a prova, no dia 18/4. Basicamente trata-se de um artigo (gênero jornalístico opinativo, portanto) de pelo menos mil caracteres com o tema “o papel do editor de jornal”. Usem como subsídios o texto discutido em sala de aula, o filme “Cidadão Kane”, os exemplos de heroísmo de Alberto Dines + dribles à censura que o “Estadão” deu na ditadura militar, além de nossas discussões em classe.

Tarefas para o segundo tempo:

1) Melhore a redação de um texto no Wikinotícias;

2) E o Twitter, já se cadastrou e adicionou colegas? Será fundamental no segundo bimestre;

3) Navegue no Webmanário e tire dúvidas sobre a matéria;