Arquivo da tag: Webmanário

Webmanario, 3

É hoje: o Webmanario completa três anos postando ininterruptamente, uma proeza para um site mantido por uma única pessoa (bem, eu, pelo menos, acho…).

Espero continuar sendo tão útil às pessoas que visitam esta página como elas foram para mim, contribuindo com discussões, alertando para equívocos, sugerindo temas.

Obrigado!

Webmanario, 2

É hoje: esta página, rebatizada Webmanario (sem o acento, por pura frescura) chega ao seu segundo ano de vida. Há um ano, contei como foi o primeiro aniversário.

Não há muito a atualizar, com exceção do layout e, principalmente, da imagem principal _já tomei bronca por manter o Cubo d’Água pequinês por tanto tempo ali (aliás, alguma sugestão?).

Foram 397 posts nesta última temporada, um pouquinho mais do que um por dia (é menos que o mínimo que um produto on-line deve fazer, mas foi o que pude fazer), e muitas discussões e experiências trocadas por quem toca esse site de verdade: você.

Aproveitando a efeméride, vou compartilhar estatísticas curiosas. Até eu me surpreendo ao fazer esse balanço.

Por exemplo, me surpreendo ao me dar conta que o link mais clicado dentro do site nestes dois anos foram os 15 interessantíssimos (e modernos) potfólios de jornalistas que recomendei em julho de 2008 (o original saiu no 10,000 Words).

Percebe-se claramente, ainda, a influência do Twitter no acesso ao Webmanario: o microblog é disparado a principal porta de entrada (já responde por 40% do total), seguido de mecanismos de busca _liderada pelo fotógrafo Steve McCurry, citado em apenas dois dos 806 posts do site, mas campeão de menções de leitores que chegaram a estas paragens por acaso.

E é também um post sobre fotografia (“Fotos que mudaram o mundo“, sobre a Guerra do Vietnã) o mais lido de toda a história dessas mal traçadas linhas.

Aos dois anos, mal aprendi a andar. Muito a aprender ainda, aqui e, principalmente, nas redações, que me motivam para escrever aqui. Debater esse ofício é, sem dúvida, meu hobby predileto.

Espero que você curta nossa terceira temporada. E colabore, o Webmanario é o que você quiser que ele seja, desde que democrático e aberto ao diálogo.

Webmanário, 1

O Webmanário completa hoje, 28 de fevereiro, um ano de vida. O projeto, concebido para ser coletivo, por uma série de fatores caiu no meu colo.

 Inicialmente previsto para abrigar a produção jornalística dos alunos do Unifai, onde leciono, a ideia ruiu por uma incrível sucessão de desencontros e desentendimentos entre os professores do curso.

O principal deles: o nome. Justamente aquilo que eu não abriria mão. Inclusive esse “incidência zero” aí no menu lateral brincava, há um ano, com o fato de não existir nenhuma referência na Internet ao termo Webmanário.

Era bem divertido quando foi ao ar pela primeira vez. O que, um nome que não aparece no Google? Perfeito, não?

Não era o planejado, mas eu tinha acabado de ganhar um blog _e um projeto pessoal de discutir o presente do jornalismo com colegas de redação, da universidade, alunos.

Perdão, um blog não, jamais diga que o Webmanário é um blog (pelos motivos que tantas vezes discutimos aqui mesmo nesta página).

Isso explica o “jornal-site-revista-laboratório” que acompanha o perfil deste produto. Era uma espécie de slogan para apresentar os trabalhos dos alunos _que provavelmente passeariam por todos esses formatos. Como ficou intrigante, mantive.

O Webmanário original (então apenas uma extensão das disciplinas por mim ministradas, daí o trocadilho do nome, ou seja, tinha relevância uma vez por semana _justamente quando eu dava aula) cresceu. Com a ajuda de diversos companheiros de academia, de jornal, de copo. E ganhou leitores além daqueles que me conheciam e comigo se relacionavam.

Como uma incrível coincidência, ontem, quando fechou-se o ciclo de um ano, o site registrou a maior visitação de sua história. Pena que relatando um fato triste, a morte do jornal Rocky Mountain News, de Denver.

Nas próximas semanas, vou incorporar uma série de novidades ao Webmanário. A primeira delas, uma área “acadêmica” no menu lateral, com links para pesquisadores brasileiros e estrangeiros que têm ajudado a pensar o jornalismo na era da conversação e da publicação pessoal.

Pessoas que têm dividido os anseios sobre os rumos desta profissão em que, por sinal em meses, entrarei na segunda década desempenhando diariamente.

Mas o agradecimento maior é a você. O Webmanário chega a um ano com 409 posts publicados, média de mais por um dia, porque eu acredito que um produto on-line precisa ser assim, atualizado diariamente. Você, que esteve aqui comigo, também.

Muito obrigado.