Arquivo da tag: texto

Qual o tamanho ideal de um texto na internet?

Sempre me perguntam qual o tamanho ideal de um texto na internet, e eu acho que não há tamanho ideal. Um texto tem (ou deveria ter) exatamente o tamanho que comporta o seu propósito, nem uma linha a mais nem uma linha a menos.

Pois o Quartz, projeto na web que cobre indústria, tecnologia e economia, anunciou nesta semana recordes de audiência  (ele já detém 15% do tráfego no Reino Unido) com base numa política mais ou menos parecida com a minha.

A única certeza é que artigos entre 500 e 800 caracteres apetecem menos o leitorado porque, na visão do editor-chefe, Kevin Delaney, “são muito grandes para serem compartilhados e muito breves para serem profundos”.

O Quartz aposta, portanto, numa mescla entre curto e longo. Aparentemente, com bastante sucesso.

O zelador da qualidade jornalística

Voltei das férias com a leitura da primeira coluna da ombudsman da Folha de S.Paulo em 2013. Em resumo: dá dois exemplos de textos mal-escritos no jornal e sentencia: “…com o surgimento do noticiário on-line, espera-se que o impresso sirva de esteio da qualidade jornalística. Se é para ler “qualquer coisa” rapidamente, fiquemos na internet, onde há fartura e gratuidade.”

Só um porém: o timing do jornal, ainda que evidentemente muito maior que o do jornalismo on-line, não me parece adequado para que supostamente se arvore o papel de esteio da qualidade jornalística.

De resto, é isso aí.

Quanto vale o rapper 50 Cent

Uma matéria da Reuters editada por um redator de jornal desatento evidenciou mais uma vez o lado B dos automatismos: o rapper 50 Cent teve o nome “convertido” para a moeda da Malásia, o Ringgit. Simplesmente sensacional.

Aqui mesmo já dei outros exemplos de que nada substitui a edição humana, casos do mapa muito louco da Geórgia, do atleta Tyson “Homossexual” e do bug do mapa da criminalidade em Los Angeles.

Gostar de escrever basta?

Gostar de escrever é suficiente para querer ser jornalista?

É o que discute Gary Moskowitz neste interessante artigo.

A conclusão, minha e dele, é que não basta gostar, é preciso saber.

Ainda que, no caso do jornalismo on-line, o texto não seja exatamente uma prioridade para quem pretende explorar o potencial das novas narrativas (como Moskowitz explica no artigo).

Oferta de emprego II, a lama continua

Lembram da oferta de emprego a R$ 20 por texto?

Pois é, um amigo do blog achou outra ainda menor, de R$ 5…

Depois do fundo do poço vem o que?