Arquivo da tag: tempo real

Nada mais desatualizado do que o jornal de hoje

Neste final/começo de ano vivenciei uma experiência que preciso compartilhar com você agora que retorno de minhas merecidas miniférias. gozadas num ponto isolado do litoral brasileiro.

Sem TV, rádio ou acesso à internet, restou-me travar contato com o noticiário por meio do bom e velho jornal impresso. E, pela primeira vez, tomou conta de i a sensação de estar diante de um produto confeccionado 24 horas antes.

“Nada mais desatualizado do que o jornal de hoje”, sempre disse aos alunos em sala de aula. Desta vez, pude comprovar em pessoa a correção da sentença.

É desesperador travar contato com acontecimentos que, naquele exato momento, estão se desdobrando. Diante de um papel impresso, é inútil aguardar essa evolução.

É, o tempo real mudou definitivamente a percepção que tínhamos de jornalismo. Hoje, é fundamental acompanhar a escalada dos acontecimentos. A notícia exige o tempo real.

O perigoso uso de chapéu em títulos no jornalismo on-line

O uso de chapéu (aquela palavrinha que fica acima dos títulos) no jornalismo on-line é um problema.

O exemplo acima (um singelo “au-au!”) é apenas uma mostra do que pode acontecer.

É fato que o uso desse recurso exige poder de edição e síntese brilhantes _para realmente poucos na profissão.

Daí vem o dilema: ou se estabelecem palavras-padrão, o que torna a edição burocrática, ou corre-se o risco de latir.

Escolha.

Ciclos de Jornalismo debate a mobilidade

Nesta quarta, das 8h30 às 12h, o povo da Universidade Federal da Bahia realiza mais uma etapa do Ciclos de Jornalismo e debate o tema “Jornalismo em
dispositivos móveis: celulares e tablets trazem nova vida ao jornalismo?”

Nós, que sabemos que sim, vamos acompanhar de perto a discussão, porque ela interessa imensamente aos mergulhados na pesquisa sobre plataformas.

A questão é que a quarta tela (o tablet _e lembrem que não incluo o cinema, porque nessa classificação falo apenas de jornalismo) impõe um desafio grande: nós, que mal sabemos como tratar nosso trabalho na web, passamos de raspão pelos aplicativos, e eis que surge outra fronteira.

O debate certamente terá transmissão ao vivo no Twitter.

Twitter fideliza internauta na marra

Há uma pegadinha em curso no Twitter _e que ainda não foi percebida.

O site tem atrasado gradualmente a visualização de posts para quem não está logado. Em alguns momentos, esse delay chega a 15 minutos.

Antes, é bem lembrar, as atualizações eram mostradas em tempo real.

Na prática, a decisão impõe ao usuário a criação de um perfil no site.

Uma boa maneira de “fidelizar” o internauta.

Busca em tempo real fragiliza o furo

O recente anúncio de que o Google já está testando e vai lançar o serviço de busca em tempo real só reforça a tese do brilhante Leonardo Fortes _cidadão do mundo e que faz falta por estas bandas.

A chegada do tempo real ao maior serviço de busca da web significa, para Leonardo, que no jornalismo será premiado quem for o último a publicar, não quem deu o furo. Toda uma subversão dos valores a que estamos acostumados.

Faz todo sentido, porque afinal de contas, se os resultados passarão a ser mostrados do mais recente para o mais antigo, quem publicou depois vai aparecer na frente de quem deu antes. É claro que quanto antes o seu conteúdo estiver na rede, distribuído em ferramentas de mídia social, melhor a sua chance de atrair mais público (o que definitivamente pode ser capaz de ainda valorizar a agilidade e a qualidade de apuração).

Mas do ponto de vista estritamente do Google, a análise de Leonardo (síndico de um condomínio de blogs e ativista de primeira hora da web) é perfeita.