Arquivo da tag: Spot.us

Consultor de notícias, uma nova função no jornalismo

David Cohn fez muito bem em retomar dois assuntos sobre os quais tratou recentemente.

Um dá conta de uma possível nova função no jornalismo: consultor de notícias. Consiste em percorrer sob demanda a rede colhendo informação para demandas específicas de um cliente.

Eu acrescentaria ainda a possibilidade de a função ser útil também ao jornalismo diário, com a preocupação de reunir links úteis para a compreensão do noticiário e hierarquizá-los, usando para isso todas as mídias sociais disponíveis (blog, microblog, sites de compartilhamento de conteúdo, redes sociais etc).

A outra de Cohn é  uma experiência que já ocorre no jornal alemão Taz, é bastante interessante. Lá, no térreo do prédio da redação funciona um café público onde, inevitalmente, os jornalistas da casa fazem seus pit stops.

O jornal incentiva os leitores a frequentar o espaço e trocar impressões com os membros do estafe. Essa relação pessoal reforça o aspecto “marca” de cada integrante da equipe, além de criar laços que eventualmente poderão ser convertidos em grandes reportagens.

A gente que fala tanto na necessidade de desbravar o mundo on-line que muitas vezes se esquece da conversa olho no olho, né? Ela é boa também para conhecer quem nos lê também.

Público banca mais uma experiência no jornalismo

Começou mais uma experiência de jornalismo financiado pelo leitorado nos Estados Unidos (as outras, que você já conhece, são o Spot.Us e o Jornalismo Representativo).

Jornalistas demitidos de impressos que fecharam as portas ou estão moribundos no Arizona criaram seus próprios veículos on-line para tocar a vida. E o Heat City trabalha com o conceito de microdoações para fazer pautas pinçadas entre sugestões do público _exatamente como funciona o Spot.us.

Vamos acompanhar e ver no que dá. Uma coisa é certa: a cultura da doação é americana. Não cola no resto do mundo.