Arquivo da tag: socorro ao jornalismo impresso

Governo da França tira 600 milhões de euros do bolso para salvar jornais impressos

O presidente da França, Nicolas Sarkozy, anunciou hoje um pacote que prevê a liberação de 600 milhões de euros (quase R$ 2 bilhões), durante três anos, para salvar a imprensa do país _notadamente a impressa, que possui uma dívida conjunta hoje incalculável.

Na Inglaterra, o governo também já estuda uma forma de salvar a imprensa regional da desaparição.

A ideia francesa é reduzir entre 30% e 40% os custos de impressão dos veículos (a dobradinha impressão/logística responde hoje por quase 50% dos gastos de um jornal impresso).

Entre as medidas estão o adiamento do aumento das tarifas postais (o Estado pagará a conta) e também menos encargos trabalhistas sobre os salários.

O dinheiro (220 milhões de euros por ano) servirá basicamente para a modernização das gráficas.

Primeiro, parece anacrônico para mim investir em gráficas. Há outras demandas mais preementes no processo jornalístico. Aliás, jornais como Guardian e New York Times já tinham até anunciado que não comprarão mais rotativas.

Outra coisa: Sarkozy já mostrou, no ano passado, que desconhece os rumos do jornalismo na era da publicação pessoal. “A gratuidade é a morte da imprensa”, disse ele, acrescentando que aposta no jornalismo pago por acreditar no valor da informação “checada, analisada e hierarquizada”.

Enquanto isso, na Web, o valor-notícia despenca e, ao mesmo tempo, nas ruas, os diários distribuídos de graça são uma realidade metropolitana.

ATUALIZAÇÃO: Talvez o detalhe mais bacana e diferente das medidas de Sarkozy é o governo francês pagar assinaturas de jornais para os jovens ao completarem 18 anos.