Arquivo da tag: Ricardo Kotscho

A cozinha de Ricardo Kotscho

Quem acha que, no jornalismo, só o repórter é importante não pode deixar de ler o perfil que Célia Chaim fez, para o Jornalistas&Cia, de Ricardo Kotscho. O especial tem até receita de goulash.

Você bem sabe que eu discordo da afirmação, mas não há dúvida alguma que, entre os repórteres, Kotscho é o maior.

Avesso às novas tecnologias, atualmente ele assina uma coluna eletrônica no portal Ig.

Faculdades cheias e passaralho rondando: é o jornalismo nos EUA

Saíram alguns números sobre a procura pelo curso de jornalismo nos Estados Unidos e, sábio Ricardo Kotscho, nota-se que as faculdades estão claramente mais cheias. Coisa de 38% a mais em Columbia, 20% em Stanford e 6% na NYU.

Lá como cá, por que tanta gente quer ser jornalista, como questionou Kotscho outro dia?

Ainda mais nos EUA, onde apenas em 2009 foram quase 9 mil demissões em redações.

Vai entender.

Por que tanta gente quer ser jornalista?

Ricardo Kotscho comenta porque tanta gente quer ser jornalista. Pudera, é muito legal, adiciono. Durante anos, uma frase de Ziraldo foi meu mantra: “Eu não entendo como as pessoas podem ser felizes se não forem jornalistas”.

Legal que, logo de cara, Kotscho já se sai com “Claro, eu sei que com o crescimento das novas mídias eletrônicas ninguém mais precisa ter diploma nem emprego para ser jornalista, pois cada um pode fazer seu próprio jornal na internet.”

Essa é uma das sentenças com as quais mais concordo hoje em dia. Eu mesmo já disse, algumas vezes, que se tivesse essas oportunidades na minha época, provavelmente eu teria desenvolvido minha veia jornalística de cueca e em casa, sem jamais ter passado por uma redação ou faculdade do ramo.

Kotscho ainda fala de sua crença na sobrevivência do produto jornalístico impresso (eu também acredito nisso).

Enfim, é um texto de fôlego (na verdade, a transcrição de uma palestra) reproduzido pelo Comunique-se. E que num feriado pode cair bem como leitura incidental.