Arquivo da tag: protesto

Os muros vazios de Barcelona

adrian_melis

Adrian Melis nos relembra para que serve a fotografia: na série Replacement Points, apresenta o contraste dos muros de Barcelona cujas mensagens anticrise foram recém-apagadas. Grande sacada.

Nada como um dia após o outro

Não acho bacana colegas questionarem colegas. Muito menos em busca de reconhecimento em formato de comenda. Aproveito para falar sobre o assunto exatamente hoje, dia em que os vencedores do Prêmio Esso 2012 receberão suas merecidas distinções em concorridíssimo evento no Copacabana Palace.

Ocorre que cinco jornalistas da TV Record discordaram da decisão de premiar outros cinco colegas, estes da Folha de S.Paulo, por uma série de reportagens sobre a saída de Ricardo Teixeira da presidência da CBF após um reinado de 22 anos à frente da entidade que comanda o futebol brasileiro – foram da TV, é verdade, as primeiras matérias sobre o tema.

Não vou nem sequer entrar no mérito do julgamento, visto que não tive acesso ao conteúdo completo de nenhuma das duas séries. Chama-me a atenção, porém, que o trabalho ora considerado injustiçado (por seus autores, diga-se) não tenha chegado entre os finalistas em sua categoria, de televisão.

Mas vou me ater unicamente ao aspecto comportamental. Definitivamente fico com vergonha alheia de quem move montanhas por causa de uma premiação. Julgamentos são assim mesmo, e mais, não determinam absolutamente nada sobre capacidade profissional. Ainda mais no jornalismo, quando se tem de matar dois leões por dia.

Meu conselho aos colegas da Record: a melhor resposta é sempre a edição de amanhã. Mãos à obra.

O álbum branco do jornalismo


Imperdoável a omissão deste site com relação à situação representada acima: a edição do argentino Clarín de 28 de março, um dia depois de um protesto sindical que impediu a circulação do mais tradicional jornal argentino (e um dos melhores e mais legais do mundo, em papel e na web).

São capas para a história _longe de serem inéditas, registre-se.

O mundo merece melhores jornalistas, é verdade. Mas governantes e sindicalistas democráticos são necessários também.

Jornais sem primeira página vão para a banca

Os principais jornais da Eslováquia foram para a rua hoje sem notícias na capa, com a primeira página praticamente em branco, com um pequeno editorial acompanhado de uma moldura preta.

Capa do SME, de Bratislava

Foi um protesto contra lei aprovada na quarta-feira pelo parlamento do país que, entre outras coisas, tornou o direito de resposta generalizado e sumário, o que vai encher os jornais de lamentáveis desmentidos.

Daí eu me lembrei de Alberto Dines e seu “Jornal do Brasil” sem manchete.

Um dia sem Google. Você consegue?

Dia sem Google

É amanhã: o Read Write Web convida os internautas a utilizarem outras máquinas de busca durante todo o dia 1º de abril. Você consegue?

Falamos disso num post antigo. O problema é a falta de opções (ou opções deficientes).

Debateremos o assunto em breve. Um motivo bem jornalístico, além da óbvia fonte de pesquisa que as máquinas de busca são para a gente: hoje, o usuário chega às notícias basicamente por meio de sistemas de busca. Ou seja, a home page está com os dias contados.

Aliás, cuidado com o Google neste 1º de abril. No dia da mentira, a empresa tradicionalmente divulga, como se fossem sérios, falsos avanços tecnológicos. Atenção com eles, como a busca do futuro.