Arquivo da tag: projeto gráfico

Agruras da diagramação e da falta de acabamento decretam que entrevistado é sem noção

Olha quão importante é, no jornalismo impresso, o acabamento da edição (também o é no on-line, mas é que o papel não permite correção): fui tratado como “sem noção” em entrevista que dei recentemente, como você vê acima.

O projeto gráfico do Diário do Norte do Paraná, de Maringá, me foi cruel: o box em que apareço como entrevistado de um miniping tem um título e uma seta que não deixa dúvida. Leva diretamente ao meu nome. Eu sou sem noção.

Não creio ser uma decisão editorial, já que também ofereço declarações para o abre.

Sempre digo que não é fácil fazer jornalismo em papel…

Projeto em Jornalismo Impresso I – Aula seis

Nesta sexta (19/9), teremos a primeira palestra de nosso curso, a cargo do designer Mondrian Alvez, editor de arte da Duetto Editorial.
Na conversa, falaremos sobre as etapas de construção de um projeto gráfico, uso de peças gráficas, cores, tipologia, diálogo com a pauta, infografia e afins.
Por ora, deixo como sugestão alguns textos sobre o tema que irão ajudá-los a inquirir nosso convidado sobre necessidades específicas do nosso produto.

Projeto em Jornalismo Impresso – Aula três

Caros,

Na aula desta sexta-feira (29/8) vamos tratar dos hábitos de leitura do ser humano contemporâneo, destacando (é claro) o interesse pelo jornal.

Atualizaremos dados que constam no livro “O Destino do Jornal”, de Lourival Sant’Anna, dando conta da leve recuperação global de circulação e faturamento dos periódicos em papel e analisaremos alguns projetos bem-sucedidos.

Falaremos sobre as verdades a respeito desta mídia (a mais clara delas: que jornal não é mais mídia de massa) e de seu posicionamento no mercado.

Em tempo: diferentemente do informado, o Correio da Bahia não adotou o formato 3030, mas o tradicional Berliner. Vamos comparar.

Os slides desta aula já estão on-line.

Projeto em Jornalismo Impresso I – Aula dois

Nesta sexta (22/8), a partir das 8h, damos seqüência ao curso de Projeto em Jornalismo Impresso I debatendo conceituação e nuances do projeto gráfico. Os slides já podem ser consultados on-line.

O que é o projeto gráfico? Em resumo, é o plano inicial cujo conjunto de elementos forma e dá caracteristica a um meio de informação. É o aproveitamento de todos os recursos gráficos, dentro de uma proposta editorial jornalística.

O projeto gráfico determina, entre outras coisas, o formato (tamanho do produto), a tipologia (família de fontes) e a apresentação (design), sempre dentro do conceito “notícias para ver”.

Um bom projeto gráfico está a serviço do editorial, ou seja, utiliza os recursos disponíveis para melhor explicar uma pauta ao leitor. Abusa de imagens e textos curtos, mimetiza a linguagem da Web, usa infográficos, interfere na qualidade da leitura, trata de exibir melhor o conteúdo textual.

Veremos ainda a composição dos elementos morfológicos principais (texto, título e imagem), assim como discutiremos o formato 3030, vendido como sendo o do jornal do futuro _na verdade, é do presente (o futuro pressupõe a supressão do papel).

Textos complementares

Para auxiliar na discussão, separei duas pequenas matérias que relatam conversas de editores de arte com alunos do Curso Abril. Em ambas, há dicas importantes e ótimos exemplos de como conceber um projeto gráfico bem-sucedido.

Além disso, deixo como sugestão mais três textos acadêmicos que abordam de forma simples e direta o assunto: “Notícias para ver“, de Norah Vela; “Técnicas gráficas de jornalismo“, de Artur Araújo; e “O diálogo gráfico/editorial: projeto gráfico e hipóteses de trabalho“, assinado por Michaella Pivetti.

O material de apoio é complementar à matéria dada em aula _portanto, fundamental para a compreensão e contextualização do tema.

Na segunda parte do nosso encontro, e usando o Newseum, vamos comparar (por meios das primeiras páginas) os três principais jornais brasileiros (O Estado de S.Paulo, Folha de S.Paulo e O Globo), objeto da pesquisa de Lourival Sant’Anna em “O Destino de Jornal” _livro de leitura obrigatória que já será discutido na próxima semana.

Até lá!