Arquivo da tag: Michel Lent

Como cobrar por seu trabalho na internet

Em 1998, Michel Lent já falava sobre essa dúvida existencial que persiste até hoje. E o texto está incrivelmente moderno.

O avanço inevitável dos aplicativos

Levantamentos nos Estados Unidos já apontam que o usuário passa mais tempo conectado a aplicativos do que propriamente à web.

Isso comprova uma detecção de meses atrás, e que sugeriu novos desafios para o jornalismo, no campo do conteúdo e também dos negócios.

É uma fronteira sem fim de novo conhecimento e potencial de distribuir o nosso trabalho.

Uma conversa sobre mídias digitais integradas

As apresentações de Michel Lent, por motivos óbvios, têm viés (e interesse) publicitário, mas não deixam de ser pertinentes para quem, como a gente, tem um cliente diferente _o consumidor de produtos noticiosos.

Nesta palestra, Lent fala sobre mídias digitais integradas, com foco na produção para a terceira tela, o celular (falando nisso, seriam os tablets a quarta tela?).

Um bom panorama do mercado brasileiro e a certeza de que o jornalismo precisa se dedicar com mais urgência a produzir para dispositivos móveis. Não estamos falando de futuro, mas de presente.

Quem paga a conta no mundo do conteúdo grátis?

No mundo do grátis, quem paga a conta do conteúdo, pergunta Michel Lent.

Veja apresentação e pense no assunto. É um debate complexo e bem interessante.

Voltamos logo ao assunto.

O estado da blogosfera em infográfico

Os dados são antigos (dizem respeito ao estado da blogosfera feito pelo Technorati no ano passado), mas dispostos em gráfico oferecem boa (e resumida) informação visual (clique no gráfico para ampliar).

(o sempre solerte Michel Lent viu isso primeiro)

História que se repete: recicle o calendário a cada 28 anos

Essa é da série Boas Ideias: sabia que a cada 28 anos o calendário gregoriano se repete? Então 2010 corresponde exatamente a 1982 _ano marcado pela performance da seleção brasileira de futebol na Copa do Mundo da Espanha. O time perdeu, mas ficou lembrado como um exemplo de excelência que deu azar (este ano tem Copa, e a final será exatamente em 11 de julho, como há 28 anos).

Para incentivar a reciclagem e o consumo responsável, uma ONG da Itália distribuiu calendários de 1982 “revalidados”. Evidente, a custa de mais papel. Mas a mensagem é ótima.

Uma sacada bacana que poderia até dar pauta jornalística: comparar aquela sequência de dias à atual. Quando se tinha ainda menos consciência ecológica, e futebol mais tosco porém revestido, anos depois, de glamour cult.

O Viu Isso viu isso primeiro.