Arquivo da tag: leituras sugeridas

João do Rio

Se você não conhece João do Rio, deveria. E agora há um belíssimo motivo com o lançamento do livro “Cartas de João do Rio: a João de Barros e Carlos Malheiros Dias”, obra da pesquisadora Cristiane d’Avila editada pela Funarte.

Além de suas angústias pessoais, revelam-se nas páginas do trabalho projetos de revistas e as agruras cotidianas de um jornalista no início do século 20.

João do Rio é uma espécie de precursor do “new journalism” (anos antes do movimento notabilizado nos Estados Unidos por Wolfe e Capote, entre outros), adotando técnicas literárias no dia a dia do ofício jornalístico.

É um dos personagens mais importantes para quem pretende entender a construção da identidade do jornalismo brasileiro.

Uso jornalístico do Twitter na Espanha

O uso jornalístico das contas de Twitter dos jornais espanhóis El Pais e El Mundo é o objeto de análise de Juliana Colussi Ribeiro e Fátima Martínez Gutiérrez em artigo publicado na boa revista Fronteiras,

YouTube, a nova TV corporativa

O uso do maior site de compartilhamento de vídeos para o desenvolvimento da mídia institucional.É isso que o e-book “YouTube, a nova TV corporativa”, de Ângelo Augusto Ribeiro, aborda.

Uma pena que o foco seja a gestão pública (no caso, o Ministério Público de Santa Catarina), quando entre as corporações existem exemplos aos borbotões. De toda forma, a experiência analisada sob lupa tem vários aspectos relevantes.
 
A obra é de graça e está prontinha para baixar.

Bom proveito.

Grátis: quase 500 e-books sobre comunicação

A biblioteca virtual do Blog Mídia8 não para de crescer: agora já são quase 500 títulos disponíveis para download.

Internet legal

Toneladas de exemplos de jurisprudência sobre questões como direito autoral e outras agruras de quem passa a vida publicando em tempo real. É o DNA do e-book Internet Law for Journalists, Bloggers, Students, Social Media Users, de Cleland Thom.

Boa leitura!

Leituras de domingo

Saiu o primeiro volume de 2013 da revista Digital Journalism, com dezenas de artigos de interesse geral sobre Twitter, mobile, live blogging, jornalismo participativo…

A venda de um presidente, uma aula de jornalismo

Quer uma aula de jornalismo e marketing políticos? Então leia The Selling of the President 1968, no qual Joe McGinniss discorre sobre o cinismo e a malandragem da campanha de Nixon em 1968 – aquela em que pelo menos sua turma não invadiu a sede do partido adversário em busca de capivaras.

O lado de dentro das campanhas eleitorais tem muito a ensinar a quem se considera, como nós próprios nos julgamos, defensores da transparência.

O que acontece com meus dados?

Bibi van den Berg e Simone van der Hof escreveram um excelente artigo (“What happens to my data?”) que explora até que ponto vai o conhecimento das pessoas sobre o uso de seus dados em procedimentos tão comuns como visitar um site ou mesmo fazer compras eletronicamente.

Vale a pena dar uma conferida.

Pequenas mídias, grandes transformações

O paper “Can Big Media do “Big Society”?: A Critical Case Study of Commercial, Convergent Hyperlocal News“, de nosso amigo Paul Bradshaw, JC Pascal e N. Thurman, analisa de que forma o estabelecimento de pequenos negócios jornalísticos (com foco no hiperlocal) pode provocar mais transformações na sociedade do que a grande mídia.

Assunto pertinente.

Envelhecer menos rápido, a batalha diária do jornalista

Depois do brilhante ‘Os Imperfeccionistas’, de Tom Rachman, mais um romance sobre o jornalismo e jornalistas chega às livrarias: ‘El sol como disfraz’, do colombiano Pedro Sorela, ainda sem tradução para o português.

No livro, a rotina de um modorrento jornal diário é alterada pela chegada de um novo e criativo diretor de redação – pudera, o cidadão era professor de história da arte e foi parar quase que por acaso na “jaula”.

Para o autor, a batalha diária do jornalista é contra o envelhecimento (“mais rápido do que o de qualquer outra profissão”, diz).

É verdade.