Arquivo da tag: história da internet

O primeiro vídeo do YouTube

 

Fez anos dias desses: em 23 de abril de 2005, um imberbe Yakov Lapitsky (um dos criadores do site) aparecia em frente à jaula dos elefantes no zoológico de San Diego naquele que se converteu no primeiro vídeo publicado no YouTube – um negócio comprado pelo Google pouco mais de um ano depois por US$ 1,65 bilhão.

Hoje, o site de armazenamento de vídeos conta com mais de um bilhão de usuários diários.

 

O jornalismo on-line em 1981

ATUALIZAÇÃO: este post me deu trabalho. Primeiro, simplesmente esqueci de colocar o link do vídeo. Agora, horas mais tarde, descubro que coloquei o link errado. Juro por deus que o link abaixo, definitivamente, leva à reportagem citada. Mais uma vez, desculpas.

Mais um vídeo resgatado direto do baú da imprensa mostra, nos EUA, a movimentação de redações em torno de uma grande novidade que se avizinhava: computadores em rede, ou seja, uma nova plataforma para prestar serviço aos leitores.

Era o longínquo 1981 _e já se falava no tráfego de dados via computadores fisicamente distantes.

“We’re not in it to make money. We’re probably not going to lose a lot, but we aren’t gonna make much either”, diz David Cole, do San Francisco Examiner.

Imperdível.

Navegando pelos primórdios dos blogs

Scripting News, um dos blogs mais antigos de que se tem noticia, e sua aparência em 1997

Scripting News, um dos blogs mais antigos de que se tem notícia, e sua aparência em 1997

Hoje resolvi fazer a lição de casa e, finalmente, visitei (graças à máquina do tempo da Web) dois dos blogs mais antigos do mundo.

Consta nos autos que Dave Winer e Jorn Barger começaram a blogar em 1997, com diferença de meses. Há relatos de blogueiros ainda mais antigos (como Justin Hall, que foi visto na rede fazendo algo parecido ao ato de colecionar links legais a partir de 1994).

Outra coincidência entre eles é que todos eram, em todas as acepções da palavra, geeks (que no meu tempo eram chamados de nerds, tanto faz). Trabalhavam com programação de computadores e desenvolvimento de softwares. Barger teria sido, ainda, o criador do termo weblog, cuja corruptela se transformaria numa coqueluche a ponto de ser totalmente deturpada _ainda que haja quem, com propriedade, desconstrua as pistas básicas sobre como identificar a plataforma.

Ainda que nossa viagem no tempo favoreça Barger _a impressão mais longínqua de sua página é de 1999, dois anos à frente da de Winer_, nota-se claramente que ambos faziam a mesma coisa: vasculhavam a Internet e publicavam os links que consideravam mais interessantes.

A veia noticiosa do Robot Wisdom (tocado por Barger) se explica: 1999 marcou o auge dos newsjunkies e do consumo por esse tipo de produto. Não por acaso 2000 foi o ano mais auspicioso a história da rede, com a criação em série de portais e produtos, vários deles com ênfase no noticiário do dia-a-dia. Essa fase terminou em tragédia.

Já o Scripting News original, de Winer, era naturalmente focado em tecnologia (característica que resiste até hoje num número expressivo de páginas pessoais).

Entretanto, os dois mostram conhecimento sobre usabilidade e design. Descontados os anos, já eram modernos o minimalismo (expresso no fundo branco, uma contraposição ao carnaval de cores e gifs que dominava a Internet daquela época) e a disposição dos hiperlinks _note quantos, o que envergonharia os blogueiros de meia pataca de hoje que fazem, na verdade, colunas impressas em versão eletrônica.

É engraçado se referir a todas estas coisas tão recentes como “antigas”, mas o timing on-line é assim, inclemente.

Minha inspiração veio da leitura de Blogs.com, uma compilação indispensável para entender do que é que aqueles caras estavam falando há 15 anos.

Internet, uma longa história…

Não dá para deixar a dica do blog do Gjol passar em branco: belíssimo trabalho da National Science Foundation norte-americana sobre a evolução da computação e, conseqüentemente, a criação da Internet.

Destaque para o flash, bem-feitinho, com vídeos raros, imagens idem e um contador de computadores em rede desde a década de 60 (nos tempos da Arpanet, tínhamos só quatro…), além de depoimentos dos pioneiros.

O achado foi do professor André Lemos. Como complemento, que tal lembrarmos reportagem de uma emissora canadense sobre a fantástica descoberta?

Desfrutem enquanto eu parto para minha última semana na Pequim de Limeira.

Ao mestre, com carinho

Você conhece o cara que inventou a Internet e que te permitiu estar agora, por exemplo, escaneando com os olhos essas mal-ajambradas linhas?

Ele é Tim Berners-Lee, 52 anos, a pessoa que vislumbrou o hyperlink, criou o navegador, desenhou as primeiras páginas da história da Web e, hoje, ganha a vida como profeta (seu livro é a Bíblia do assunto).

Saiba que desde sempre ele enxergou a rede como um lugar para fazermos exatamente isso: correlacionar conceitos, ligar idéias e pessoas.

Semana passada, em Pequim, ele disse coisas legais.

Quem sabe faz, quem não sabe… aplaude?

A evolução da humanidade através de home pages

Sabiam que o Aliweb, primeira máquina de busca da história da Internet (foi criada em 1993), ainda está ativa na rede? Tudo bem, é um horror, difícil compreender etc. Mas o fato de ainda estar ativa é sensacional, né?

Que tal tentar fazer umas buscas pra checar a confiabilidade e se o Aliweb é acurado? Eu tô fazendo e me surpreendendo aqui…

Mas esse ferro-velho da web me fez lembrar de uma dívida com leitores que, há pouco menos de dois anos, encontraram essa nota aqui na Folha Online.

Na época, eu tinha descoberto que o site oficial da Copa do Mundo de 1994, disputada nos Estados Unidos, ainda estava no ar por meio de seu site-espelho japonês.

Pois bem: os acessos foram tantos que, em 15 minutos, os japoneses simplesmente tiraram o brinquedo do ar!!! E me deixaram com a cara no chão perante os leitores…

Daí hoje fui ao maravilhoso Wayback Machine para pagar essa conta. Já que o site não existe mais on-line, pelo menos boa parte dele foi preservado aqui. Com quase todos os links de conteúdo interno funcionando!!!

Para efeito de comparação: o site oficial do Mundial da Alemanha-2006 é este.

E viva a evolução da humanidade…

Nossa, é a tal da Internet!!!!

Mais uma da série “Você viu o que inventaram?” com vídeos vintage de quando a Internet ainda era um bebê. No caso, é um clipe reunido pelo valente Waxy.org com reproduções de telas de sites pré-históricos e gente estupefata se maravilhando diante do computador em 1995.

É valioso porque, apesar de imagens em alguns momentos sofríveis (estavam em fitas VHS recentemente digitalizadas), mostram um momento que nem mesmo os arquivos vivos da web (como o maravilhoso Wayback Machine) possuem, já que suas capturas de tela começam em 1996.

Veja o vídeo.