Arquivo da tag: Coreia do Norte

Notícias da Coreia

kcna_600

Kim Jong Un ainda não apertou o botão (da bomba atômica), mas seus jornalistas publicam loucamente na KCNA, a agência de notícias oficial norte-coreana.

Óbvio que não fica nessa tristeza: o avanço da tecnologia deu aos cidadãos – até aos pobres norte-coreanos – meios de fugir dessa coisa funesta.

Uma visita ao país em que jogo de basquete termina empatado


A revista The New Yorker nesta semana conta a interessante história da Vice Media, uma espécie de “Jackass” do jornalismo ou, se preferirem, a MTV da notícia – embora sua pretensão seja uma espécie de resgate do jornalismo gonzo que encantou a América nos anos 70.

É a turma responsável pela visita de Dennis Rodman à Coreia do Norte – que extrapolou o jogo de basquete no qual a seleção nacional conquistou um improvável empate (inexistente na regra do esporte) a 110 contra um time de estrelas americanas.

Essa controversa excursão fará parte de um especial que o canal HBO exibe ainda este mês. A Vice, como você pode checar no vídeo acima, já havia estado antes em território norte-coreano para uma visita surreal guiada pelo governo.

Recebido por gueixas em ambientes desertos preparados só para ele, o principal executivo da produtora, Shane Smith, delicia-se com o mundo paralelo e de fantasia criado pelo regime para mostrar que está tudo bem.

Segundo Shane, o objetivo da Vice é se tornar a principal rede global para o público jovem.

Parece que começou no caminho certo: os caras levam a coisa muito a sério e têm conteúdo em português, por exemplo.

O manual de redação do camarada Kim Jong-il

O Columbia Journalism Review resenhou, a colega Dorrit Harazim repercutiu: o imperdível manual de redação redigido pelo próprio Kim Jong-il, o ditador da Coreia do Norte recém falecido.

“O grande guia dos jornalistas”, por sinal, está à venda na Amazon.

Só acredite lendo.

Copa obriga regime fechado a travar contato com a imprensa livre

Um aspecto colateral (mas não menos importante) desta Copa do Mundo da África do Sul é a possibilidade de um regime fechado, caso da Coreia da Norte, travar contato com a imprensa livre.

Acostumados a declarações pasteurizadas e a pouco (ou nenhum) relacionamento com a imprensa, os coreanos são obrigados pela Fifa a ficar cara a cara com jornalistas pelo menos três vezes por semana nessa primeira etapa do Mundial.

Claro, os jogadores, certamente, estariam loucos para falar e, para eles, esses encontros são aguardados com ansiedade (embora, vigiados, não possam dar mais do que declarações padronizadas). Seus chefes, estes sim, é os que ficam de cabelo em pé.

Óbvio, roga-se que perguntas sobre Kim Jong-il, o ditador que comanda o país, sejam evitadas. O “Querido Líder”, afinal de contas, não pode ter o nome citado em vão…