Arquivo da tag: combustão do papel

Estudar jornalismo não é uma exigência

Está lá, no 233 Grados (233ºC, aliás, é a temperatura de combustão do papel): veículo on-line espanhol procura gente com “texto notável” e que sabe contar boas histórias “ouvindo todos os pontos de vista”.

Uma das exigências é que “ter estudado jornalismo” não é uma exigência.

As vagas (entre elas documentarista e gestor de comunidades) são bem vanguardistas, ao menos um passo à frente do que se exige hoje no jornalismo profissional.

Ontem falei disso, né?

Será que temos jornalistas aptos e dispostos a assumir essas funções? Ou teremos de recorrer ao mosaico?