Arquivo da tag: bolsa

Jornalista é acusada de fraude na bolsa de valores de SP

Vejam os sinais: em julho de 2011 a CVM (que regula o mercado de ações no Brasil) já observava movimentações atípicas com as negociações em bolsa da Mundial, modesta fabricante de alicates e talheres do sul do Brasil.

Agora, a revista Exame diz que investigação da Polícia Federal concluída em maio revelou do que se tratava: um plano para bombar artificialmente os papéis da companhia que incluía a participação de uma assessora de imprensa (só para assinantes da revista).

O papel da jornalista, segundo a PF, era essencial: a assessoria divulgava fatos não confirmados e promovia encontros da mídia com diretores da Mundial para propagandear a suposta ‘nova governança’ da empresa.

O trabalho de divulgação – além de outros macetes mais, digamos, de mercado – deu resultado. Agora, descoberta a fraude, é muito provável que a ação deixe de ser negociada.

O LinkedIn de R$ 13 bi e seu desafio: atrair o usuário nos momentos de ócio

Sabia-se havia meses que a abertura de capital do LinkedIn seria um estrondo.O lançamento das ações da rede social das relações de trabalho só colocou um preço no negócio de Reid Hoffman: R$ 13 bilhões.

Faz sentido o debate sobre uma provável nova bolha das pontocom, mas não pelo que aconteceu na quinta-feira.

Não é o LinkedIn o símbolo da supervalorização de ideias cujo maior capital é o potencial futuro. Ele é um dos personagens desse jogo.

Ainda temos de descobrir como ganhar dinheiro de verdade com a multidão que usa esse tipo de serviço _100 milhões, no caso do site de Hoffman (o líder Facebook tem 670 milhões de consumidores).

De interface pouco amigável e funcionalidade prática discutível, o LinkedIn de R$ 13 bilhões (que tinha a perspectiva de captar modestos R$ 285 milhões) assusta mais por outro motivo: como torná-lo atraente a ponto de a gente acessá-lo quando não está pensando em trabalho?

Baseado na experiência forrada de lazer e futilidade da rede social número um (sim, falo dele, o Facebook),  Hoffman terá de tirar vários coelhos da cartola.