Arquivo da tag: 10.000 Words

Webmanario, 2

É hoje: esta página, rebatizada Webmanario (sem o acento, por pura frescura) chega ao seu segundo ano de vida. Há um ano, contei como foi o primeiro aniversário.

Não há muito a atualizar, com exceção do layout e, principalmente, da imagem principal _já tomei bronca por manter o Cubo d’Água pequinês por tanto tempo ali (aliás, alguma sugestão?).

Foram 397 posts nesta última temporada, um pouquinho mais do que um por dia (é menos que o mínimo que um produto on-line deve fazer, mas foi o que pude fazer), e muitas discussões e experiências trocadas por quem toca esse site de verdade: você.

Aproveitando a efeméride, vou compartilhar estatísticas curiosas. Até eu me surpreendo ao fazer esse balanço.

Por exemplo, me surpreendo ao me dar conta que o link mais clicado dentro do site nestes dois anos foram os 15 interessantíssimos (e modernos) potfólios de jornalistas que recomendei em julho de 2008 (o original saiu no 10,000 Words).

Percebe-se claramente, ainda, a influência do Twitter no acesso ao Webmanario: o microblog é disparado a principal porta de entrada (já responde por 40% do total), seguido de mecanismos de busca _liderada pelo fotógrafo Steve McCurry, citado em apenas dois dos 806 posts do site, mas campeão de menções de leitores que chegaram a estas paragens por acaso.

E é também um post sobre fotografia (“Fotos que mudaram o mundo“, sobre a Guerra do Vietnã) o mais lido de toda a história dessas mal traçadas linhas.

Aos dois anos, mal aprendi a andar. Muito a aprender ainda, aqui e, principalmente, nas redações, que me motivam para escrever aqui. Debater esse ofício é, sem dúvida, meu hobby predileto.

Espero que você curta nossa terceira temporada. E colabore, o Webmanario é o que você quiser que ele seja, desde que democrático e aberto ao diálogo.

Os jornalistas são sexies e babacas?

Os jornalistas são sexies ou babacas. Pelo menos é o que se depreende ao buscar fotos que representem a categoria no iStock Photos, banco de imagens que aposta na conceito da cauda longa: vende muito por bem pouco. A maioria das imagens custa uma ninharia, vale conferir. Além de tudo, o projeto é colaborativo.

Lembro que outro dia falei sobre a representação dos jornalistas no cinema _com raras exceções, eles não se comportam como jornalistas.

Agora, o 10,000 Words resolveu checar a quantas andava a moral da categoria no iStock Photos. E chegou à conclusão que abre este texto. A “fotógrafa” que aparece no foto acima e o bobalhão aqui embaixo são ótimos exemplos.

Triste estereótipo ou dura realidade?

Um post para ver: 20 portfólios bacanas de fotojornalistas

Grande instantâneo para um caderno de cidades qualquer (Foto: Jacquelyn Martin)

Grande instantâneo para um caderno de cidades qualquer (Foto: Jacquelyn Martin)

Finalmente um post para ver: o 10,000 Words, blog jornalístico tocado por Mark S. Luckie, indica 20 portfólios bacanas de repórteres-fotográficos.

Referências, apenas, para que a gente saiba o que andam fazendo por aí em termos de registro imagético de elemento noticioso.

Como o curioso instantâneo que reproduzi acima, de Jacquelyn Martin, que flagra o transporte de uma alegoria (ou seria estátua?).

Imagens do dia a dia das cidades que é sempre legal ver no jornal no dia seguinte.