O ataque, pero no mucho

O documentário “O Ataque à Liberdade de Imprensa”, realizado por Andrey Moral e Marina Maimone, estudantes da Universidade Metodista de Piracicaba (UNIMEP), tangencia talvez aquela que seja hoje a maior ameaça ao exercício profissional do jornalismo.

A violência policial, uma excrescência em si, não é inesperada. A questão, e já não é de hoje, é a agressividade que parte das pessoas que estão nas ruas se manifestando. Há várias histórias de jornalistas agredidos não pelo estado, mas por protagonistas de distúrbios e/ou mobilizações.

Não é só a polícia que, hoje, percebe a imprensa como inimiga. Outro dia mesmo a vítima foi a fotógrafa Marlene Bergamo.

Isso sim é a notícia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s