Estudantes de jornalismo em Cuba falam de digital e liberdade

Eles são estudantes de jornalismo. Em Cuba, país em que o jornalismo formal é oficial. Interessante como discorrem sobre coisas que ainda não estão totalmente ao alcance de suas mãos, como produtos voltados para o digital (o país tem o menor índice de acesso à internet nas Américas) e – principalmente – liberdade de expressão.

A instrução, nota-se em qualquer esquina, é altíssima em Cuba. E foi-se o tempo em que as pessoas não falavam sobre certas coisas. Há muita pressão, mas perceba nas palavras dos estudantes (como a que define o jornalismo nacional como “justificalista” e “pouco crítico”) que o futuro por aquelas bandas é auspicioso.

Cuba precisa de muitas coisas, inclusive de grandes projetos jornalísticos que ajudem a redescobrir o país.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s