Liberdade de expressão e mídia social

Liberdade de expressão sobre o ambiente de trabalho em redes sociais. É isso que o National Labor Relations Board (a agência que regulamenta as relações de trabalho nos EUA) está discutindo neste momento. E, ao que tudo indica, com plena simpatia à causa dos empregados.

Em decisões recentes, ao avaliar recursos de pessoas demitidas por terem feito referências ao trabalho em sites como o Facebook, o órgão considerou ilegais quaisquer restrições a esse tipo de manifestação.

O movimento, agora, é fazer grandes corporações reescreverem suas regras de comportamento interno em mídia social excluindo tudo aquilo que a agência considera abusivo. Por exemplo, proibir o direito há muito tempo garantido pela Constituição de que trabalhadores discutam em público problemas relacionados ao emprego.

Há níveis entre o que pode e o que não pode – e as sutilezas são grandes, como mostra matéria do New York Times.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s