O repórter-prisioneiro

Correspondente do ABC Color em Pedro Juan Caballero, o repórter Cándido Figueredo, 56 anos, é um prisioneiro: ameaçado de morte, tem escolta pessoal da guarda nacional paraguaia e um arsenal pessoal que inclui submetralhadoras e uma pistola Browning “caso eles [a escolta] sejam abatidos”. Não pode sair de casa.

Um dos repórteres mais conhecidos do país, ganha US$ 1,5 mil mensais.

Vale a pena.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s