‘O jornalista está perdendo cada vez mais o valor’

Alfredo Relaño, diretor do diário esportivo AS, faz declarações importantes nesta entrevista ao povo de jornalismo da Universidade Europeia de Madri. Entre elas, que “o jornalista está perdendo cada vez mais valor”.

Essa é uma verdade irrefutável da profissão, mas que saída da boca de um veterano repórter, ganha outra conotação. O exemplo dele é direto: “No meu tempo tinha muito menos jornalistas. Num treino do Real Madrid éramos dois, hoje esse número pode chegar a 80”. A conclusão, inevitável: “Aumentou a distância entre o jornalista e o protagonista da notícia”.

Não peguei o tempo de dois (a não ser no Diário do Grande ABC, quando, entre outros, fui setorista de São Bernardo e São Caetano), mas fui bem anterior aos 80. Afora o processo de pasteurização da cobertura (e isso se aplica a todas as editorias, não só ao esporte), houve um distanciamento natural entre entrevistador e entrevistado por conta do próprio avanço tecnológico.

Hoje, todo mundo publica, e não precisa da mediação de um veículo jornalístico para dar seu recado.

6 Respostas para “‘O jornalista está perdendo cada vez mais o valor’

  1. Quer melhor exemplo do que o Twitter? O contato com o ‘protagonista da notícia’ é praticamente nulo. Por diversas vezes não precisei entrevistar a pessoa, pq ela já tinha postado no microblog

    • Furts,

      Mas isso é bom, não? Quantos mais espaços públicos de manifestação pessoal, melhor. Que tal entrevistarmos os excluídos?

      abs

  2. Sim, não precisa da mediação de um veículo jornalístico para o público saber alguma coisa. Mas talvez ainda precise para contextualizar o assunto.

    • Tatiana,

      Talvez, tenho minhas dúvidas. Porém o trabalho de hierarquizar o noticiário, de alguma forma valioso, jamais será substituído pela inteligência coletiva. Na minha opinião, ao menos.
      abs

  3. Como tudo na vida, existem os dois lados – o bom e o mau. Neste, a falta de valorização do profissional também está refletida na remuneração ou na ausência dela. Há mais de três meses, fiz trabalhos freelas para uma revista e, além da remuneração combinada ser abaixo da tabela do sindicato, até hoje recebi o pagamento. Penso que a afirmação do veterano repórter citado pode ser estendida para “o jornalista está cada vez mais perdendo o valor e o respeito profissional”.

  4. ops… digo não recebi o pagamento….

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s