Jornal publica anúncio em memória de demitidos em passaralho

Aconteceu em Minneapolis (EUA), no The Star Tribune: jornalistas da casa fizeram uma vaquinha e bancaram US$ 3.225 (quase R$ 6 mil) para colocar um anúncio no próprio jornal homenageando vítimas de seguidos passaralhos na redação _em quatro anos, o quadro do periódico caiu de 400 para 250 pessoas.

No mês passado, os sobreviventes já tinham participado de uma greve de assinaturas: ninguém assinou matéria num dia específico. “Uma greve de assinaturas é um conceito interno que não significa nada para nossos leitores”, disse muito bem Mary Abbe, articulista do jornal.

Foi ela quem deu a ideia do anúncio fúnebre, quase uma reprodução dos paredões de granito de soldados americanos mortos tão comuns aos cemitérios militares ou memoriais. Muita gente não quis colaborar. “Alguns colegas entenderam o anúncio como uma forma de financiar a empresa”, contou Mary.

O jornal tinha R$ 6 mil motivos para não barrar a manifestação de seus funcionários. E não o fez, dando o sinal verde para a publicação do anúncio _basicamente uma lista de nomes sob o título “Agradecemos aos mais de 140 jornalistas que deixaram a Redação nos últimos três anos”.

A @kikacastro foi quem viu primeiro essa história.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s