Chutando números para inflar darlings da web

O jornalismo de tecnologia também sofre do mal que acomete outras editorias: tem o hábito de publicar dados sem se impressionar com eles, ou seja, questioná-los. Daí que a batata quente vai direto pro ar _e pros anais, claro.

Esse cara aqui foi mais um a pegar a gente em flagrante delito: dados apresentados numa matéria sobre o Facebook dão conta que 1,4 milhão de fotos são adicionadas ao site por segundo, o que dá 3,6 trilhões por mês, ou 20 fotos diárias para cada cidadão da Terra.

Um inventário ou equivocado ou distorcido, por que é imperativo, se o dado é verídico, identificar os heavy users (e hubs profissionais) e separar o quanto eles representam nessas atualizações.

O dado foi mudado na matéria depois e virou 2,5 bilhões de fotos por mês. Ou 30 bilhões de uploads anuais, o que num universo de 6,8 bilhões de pessoas representaria pouco mais de quatro imagens por habitante do planeta.

Bem mais crível, mas precisou do puxão de orelha… E que não podemos confiar na fonte, né? Uma mudança tão brusca sugere falta de perícia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s