Olimpíada-16 e Copa-14 dão sobrevida aos jornais impressos brasileiros

Repare na quantidade de anúncios dos jornais impressos deste sábado relacionados à escolha do Rio de Janeiro como sede dos Jogos Olímpicos de 2016.

A Folha de S.Paulo, por exemplo, editou um caderno especial de 20 páginas _nenhuma delas “limpa”, como falamos no jargão (ou seja, todas com anúncios, vários de página inteira).

Somada a realização da Copa do Mundo de futebol, em 2014, estes próximos sete anos com direito aos dois maiores eventos esportivos no país prometem ser de bonança para o jornalismo impresso, ainda o porto seguro das verbas publicitárias (públicas e privadas).

Pela amostra dos diários deste sábado, os periódicos de papel brasileiros terão pela frente um período bastante auspicioso do ponto de vista de acúmulo de receitas. É um respiro num cenário de crise, enxugamento e queda de circulação.

4 Respostas para “Olimpíada-16 e Copa-14 dão sobrevida aos jornais impressos brasileiros

  1. Por que vc fala em “sobrevida” no título? Os impressos brasileiros nunca estiveram ameaçados. Pelo menos não até agora. Mesmo antes de Copa, Olimpíada etc., vinham batendo recordes de faturamento publicitário e continuavam sendo o modelo de negócios viável para sustentar investigação jornalística. Tudo pode mudar, claro, mas não estava na hora de parar com esse clima de Fla X Flu, como se, para os on-line crescerem, os impressos tivessem que murchar? Beijo!!

    • Ana, é verdade: os impressos brasileiros nunca estiveram ameaçados, ou pelo menos não tanto quanto os de EUA e Europa. Talvez “sobrevida” tenha sido uma escolha infeliz mesmo. Talvez, tenha sido profético (no que diz respeito a um cenário sete anos mais à frente).

      Quanto ao jornalismo on-line depender do enxugamento dos impressos, absolutamente inverdade. Lembra da frase ‘a internet acorda jornal impresso’? Pois é: ainda estão no papel as pautas e investigações que movimentam, durante boa parte do dia, o jornalismo em internet.

      bjs

  2. Pela óptica jornalista, realmente boas perspectivas financeiras. Eventos como esse, se bem administrados [e é aí que mora toda o ceticismo do povo], só têm a acrescentar e a fazer valer a palavra “progresso” da bandeira, em todos os setores.

    Agora pela óptica do leitor… “oh deus, quanta propaganda! *folheia, folheia* Oh, finalmente achei o que eu queria ler!” hahahaha

    • Juliana,

      A realização de Copa e Olimpíada põe o país no centro nervoso dos grandes acontecimentos mundiais. Haverá desvio e roubalheira, mas como haveria em Chicago, Tóquio e Madri. E, aliás, como está havendo em Londres-12. São eventos importantes e que poderão contribuir para o tal “progresso”.

      Quanto ao excesso de anúncios, esqueça: os jornais só terão muitas páginas se tiverem muitos anúncios. É a lei do mercado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s