A Wikipedia é cada vez menos colaborativa

(Ilustração: NYT)

(Ilustração: NYT)

É fato: aos 8 anos e entre os dez sites mais acessados da web, a Wikipedia é cada vez menos colaborativa e caminha para se fechar totalmente em copas, deixando para os odiados administradores a tarefa de editar verbetes _o que, na prática, já vinha ocorrendo com frequência.

Agora, o produto símbolo da web 2.0 (outra denominação odiosa e, pior, picareta e marketeira) decidiu restringir a edição de entradas sobre pessoas vivas.

Isso já vinha sendo discutido desde o início do ano e, a partir de hoje, será assunto na Wikimania, em Buenos Aires.

O gigantismo do site (só em inglês já são mais de 3 milhões de artigos _a versão em português caminha para o milhão) seria a justificativa para o zelo, mesmo contrariando o espírito aberto da iniciativa. A conclusão da Wikipedia é que hoje não faz mais sentido abraçar a cultura do caos, mas sim oferecer um produto maduro e organizado.

Pela proposta, só editores “experientes, ativos e com alta reputação” poderão chancelar mudanças nos verbetes das personalidades vivas.

Ou seja, é a consagração da percepção de que a Wikipedia, que um dia já foi de todo mundo, tem cada vez menos donos. Carlos d’Andrea, que tem estudado bem de perto o fenômeno, vê a mudança por outro ângulo.

Leia mais sobre a Wikipedia no Webmanario

11 Respostas para “A Wikipedia é cada vez menos colaborativa

  1. Isso já acontece na Wikipedia em português, como o Pedro Doria contou:
    http://pedrodoria.com.br/2009/04/21/os-censores-da-wikipedia-brasileira/
    O problema é que a gente não sabe como os editores definem os conceitos de relevante ou irrelevante. Talvez seria um bom começo saber quem são os editores da Wikipedia, igual às enciclopédias mais antigas.

  2. Oi (de novo), Alec,
    há uma expectativa (da parte da Wikimedia e da nata de editores, pelo menos) de que as revisões assinaladas não signifiquem necessariamente menos colaboração. Com este recurso, poderão ser minimizadas ou até eliminadas as proteções aos artigos, e a participação “aberta” poderá ser mais incentivada.

    A solução de exibir artigos em duas camadas (uma releferenda, outra não) é instigante, não?

    Atualizei o post com umas novidades relevantes.

    abs, Carlos

  3. Bem, pra mim ela nunca foi um espaço colaborativo de fato. Pois mesmo antes dessas medidas serem tomadas, se você escrevesse algo que pudesse ser mentira ou não condizente com o que os editores achassem, sua conta era bloqueada por 24 horas e em outros casos se fossem recorrentes, banido. Isso aconteceu com uma colega que fez isso por experiência numa pesquisa de iniciação científica. Primeiro a conta dela foi bloqueada por 24 horas, e como ela insistiu na publicação do conteúdo, ela foi banida. Atualmente estudando espaços colaborativos de produção do conhecimento na web 2.0 o que realmente está ainda realmente aberto é Google Docs. Numa iniciativa denominada “Adote um parágrafo”, que propõe aos usuários a colaboração na tradução do inglês para algumas línguas de artigos na internet. O link para conhecer é esse aqui: http://docs.google.com/Doc?id=dd5ggjr8_459fnrx6hdt
    Bem, vamos conversando sobre os espaços colaborativos de conhecimento, pois é um tema que me agrada muito.
    Abraços!

    • Letícia,

      Eu não discordo totalmente do modelo. A atividade on-line de um colaborador do projeto, aliada à sua qualidade, é sua reputação e merece ser valorada. Usuários eventuais, é fato, pendem a ser tendenciosos, porque frequentemente estão ali para incluir modificações de seu interesse e se retirar, sem jamais voltar.

      Ao mesmo tempo, proclamar o aspecto libertário da Wikipedia, como faz a própria, não corresponde à verdade.

      • Letícia Alves

        Sim, eu também não discordo em tudo, penso como a Te: devia se conhecer os editores como nas “antigas” enciclopédias. Realmente a reputação de um colaborador online deve ser valorada de acordo com sua contribuição, é o que chamaríamos na Análise de Redes Sociais (ARS), de prestígio e centralidade do ator. Daí sim, concordo com o aspecto colaborativo, desde que a Wikipédia revesse o que pra ela é colaborativo.

  4. Eu concordo com a idéia , atualmente ninguém está preocupado em acrescentar algo relevante, como no caso de um cantor que morreu e um estudante acrescentou fatos da vida do cantor na página do wikipédia, fatos mentirosos, e a página foi super acessada quando ele morreu..
    Bom é isso
    abraço

  5. Olá a todos,
    é impressionante como post sobre a Wikipédia é sinal de polêmica…

    Tentanto não descontextualizar as falas, permito-me comentar algumas colocações:

    Letícia, acho que a Wikipédia sempre foi e ainda é um espaço colaborativo, e dos bons.
    Concordo que há uma radicalização de alguns editores, isso é mais grave quando é baixa a tolerância com novatos.

    Neste ponto, Alec, tendo achar que, mais que inexperiência, o “problema” dos novatos é desconhecer uma enormidade de procedimentos técnicos e éticos esperados de um editor da Wikipédia.

    Acredito que, pela escala e proposta, não dá pra comparar a Wikipédia com o “Adote um parágrafo”, projeto muito bacana coordenado pelo Spyer.

    Alec, acho que há algum tempo a Wikipédia não tem proclamado ” o aspecto libertário”… Seja audaz, um dos lemas fundadores, já foi abafado por centenas de recomendações e políticas. O discurso “institucional” atual tem outro tom…

    • Carlos,

      Uma coisa que tenho clara é que desde muitíssimo tempo foi baixa a tolerância com colaboradores novatos e/ou eventuais.

      Sempre combati esse modus operandi, mas há meses mudei de ideia. Não posso deixar de considerar a validade do privilégio concedido por frequência de colaboração. É a moeda da nossa web (a de agora).

      Por outro lado, quando se apela ao crowdsourcing é difícil crer que seus colaboradores dominem, de partida, a enormidade de procedimentos técnicos e esperados de um admin da Wikipedia _e aqui peço opiniões sobre o tema, pois não reconheço editores ali, mas formatadores. Os admins da Wikipedia, pra mim, são formatadores.

      Quanto ao aspecto libertário, você tem toda razão: Jimmy Whales preparou muitíssimo bem a transição, e a voz pública da empresa é outra. Quem relembra Whales do caráter libertário somos todo o resto.

      • Oi, Alec,
        acho que uma das tarefas que os administradores cumprem junto aos artigos é a formatação, mas não só. Meu estudo de doutorado verifica exatamente este ponto e tenho encontrado administradores (ou editores engajados) que fazem de tudo, são verdadeiros curingas da escrita colaborativa. Espero ter análises mais consistentes em breve.

      • Carlos,

        É inegável que o produto está passando por uma profunda transformação. Seu trabalho vem em ótima hora para destrinchar essas mudanças.

        abs

  6. Carlos,
    Sim! concordo com o que disse. Realmente há formatadores de conteúdo e não editores, haja visto que o papel do editor vai além da simples formatação.
    A baixa tolerância realmente é um problema grave em espaços que tem função da colaboração.
    Bem, eu não conheço a fundo os processos da Wiki, pois atualmente trabalho com outro modelo de colaboração – a acadêmica. Mas o assunto muito me interessa e vou acompanhando as disucussões.
    Abraços!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s