Melancias, laranjas e jornalismo

A Folha de S.Paulo reproduziu ontem texto do New York Times que trata da possível cobrança de conteúdo on-line por jornais dos Estados Unidos _movimento (e isso não está no texto) que poderá ser visto pela Justiça americana como cartelização.

De novo, o texto compara laranja e melancia: diz que os modelos de Wall Street Journal e Financial Times (ambos têm vasta carteira de clientes que pagam para ler material exclusivo) provam que é possível taxar o leitor on-line.

Esquece-se o autor da matéria que informação financeira é uma das poucas que as pessoas não estão dispostas a compartilhar. Logo, dentro desse nicho é sim possível cobrar pedágio. Fora dele, jamais.

Outra patinada do texto, e que tem sido frequente quando se fala sobre o assunto, é acreditar no modelo iTunes para o noticiário, como se música e notícia fossem a mesma coisa.

Não, não são. O prazo de validade é seu principal diferencial: notícia acaba assim que é lida. Logo, é incorreto comparar as duas coisas.

É difícil a compreensão de que não há volta com relação ao conteúdo gratuito na internet.

Uma resposta para “Melancias, laranjas e jornalismo

  1. Alec,

    eu entendi diferente o texto.

    O repórter diz que a imprensa terá de achar um produto pelo qual as pessoas aceitem pagar – o que eu entendo ser conteúdo exclusivo. O texto não compara modelos, apenas cita. Eu li assim.

    E aí entramos naquela discussão sobre a utilização de conteúdo na internet, sem autorização da fonte – que eu considero errado e vc denomina como troca, divulgação sem fins lucrativos.

    Ora, ninguém mantém um blog ou um site ou seja lá o que for se não estiver “lucrando” algo. Esse lucro pode ser notoriedade, audiência, prestígio do blogueiro etc. E usar conteúdo alheio para alimentar seu site não é o meio mais honesto de “lucrar”, seja lá como for.

    Analisar uma notícia – como frequentemente vc faz aqui – é uma situação completamente diferente (útil e honesta) de quem simplesmente copia textos para se manter visível na internet.

    beijo,

Deixe uma resposta para Carol Rocha Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s