Posse de Obama provoca corrida por jornal em papel

A posse de Barack Obama, nesta terça (e mais dois dias de festas), já está sendo anunciada como uma grande data para o jornalismo cidadão.

Quem trabalha incentivando a participação dos usuários está esfregando as mãos à espera de imagens (fotos e vídeos) exclusivas dos eventos que marcaram a ascensão do primeiro presidente negro dos Estados Unidos.

Não é só isso: a data deverá marcar também um recorde na vendagem de jornais impressos, que andam há muito tempo em baixa no país.

Vários jornalões já preparam tiragens extras e também edições temporãs para dar conta da procura pelo jornal que, entendem muitos americanos, será histórico.

Quando Obama venceu a eleição, em novembro, faltou jornal nas bancas para atender aos interessados que, mais do que as notícias (muitas das quais já haviam lido na Web bem antes), queriam era guardar uma recordação.

Neste aspecto, o jornal em papel ainda não foi superado, né? Parece sempre que a coisa física, preto no branco, transmite uma sensação melhor para quem busca a noção histórica e contextual de eventos verdadeiramente relevantes.

Ver os fatos num papel, e não numa tela, ainda parecem reforçar sua importância.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s