O blog foi promovido?

Interessante a provocação da Economist, condensada pelo Observatório da Imprensa. A afirmação é a seguinte: blog deixou de ser marginal, virou mainstream. O conceito de diário pessoal, que a plataforma tinha em seus primórdios, hoje é ocupado pelas redes sociais (é ali que a galera se expõe, mostra a foto do pipi do cachorro) e pelo microblog, na figura de seu sinônimo, o Twitter.

Na blogosfera, o patamar é outro. Virou negócio de grandes corporações e de players agregadores de audiência, como Huffington Post ou Daily Kos (quase cooperativas de jornalistas). Tchau, amadores. Fazer sucesso no universo dos blogs exige, hoje, atitude e estrutura profissionais. Seu reles diariozinho pessoal cabe muito melhor numa pagineta qualquer do MySpace.

Lavrar o “atestado de óbito da blogosfera como espaço alternativo” (como bem coloca o texto do Observatório) ainda me parece um exagero, mas a discussão não deixa de fazer sentido. A busca por melhor ranqueamento em compilações de blogs, por exemplo, evidencia uma competição dissociada do conceito que Dave Winer, em 1997, preconizava para o seu Scripting News, considerado o primeiro blog de que se tem notícia _e ainda ativo.

Que as grandes corporações já haviam tomado a blogosfera de assalto, disso não havia dúvida. Afinal, em qualquer ambiente jornalístico onde a premência era a convergência, possuir blogs (de preferência de nomes veteranos da casa) sempre foi o modo mais fácil de parecer moderno. Ainda que o veterano insistisse em usar o blog como se fosse uma coluna estática de jornal.

Agora, desconsiderar o caráter de imprensa pessoal do blog apenas porque uns e outros acham que está cada vez mais árduo se destacar em seu universo, sinceramente, é reducionista e egoísta demais. A bitácora jamais vai perder esse lado fundo de quintal, essa coisa do ser feita de cueca, muitas vezes inconseqüente, escrita por você e para você.

E, para o jornalismo, a linguagem do blog deixou um legado incontestável: o uso da ordem cronológica inversa, adotada até mesmo em sites noticiosos, uma tradução perfeita do significado de se publicar on-line.

4 Respostas para “O blog foi promovido?

  1. “Agora, desconsiderar o caráter de imprensa pessoal do blog apenas porque uns e outros acham que está cada vez mais árduo se destacar em seu universo, sinceramente, é reducionista e egoísta demais.”

    Concordo.

    Acho também que por mais que a coisa cresça e se “profissionalize” a ferramenta é dinâmica demais para perder suas características.

  2. Sem dúvida que o blog traz um certo vanguardismo no que diz respeito a apropriação por uma cultura de mercado (ou mainstream), mas as outras redes sociais também estão entrando nesse circuito. Existe ferramenta de monetização para o twitter, além de algumas experiências para o uso do twitter em programas de tv.

    Eu vejo essa migração do marginal para o mainstream como um processo a se desenvolver em todos os cantos da Internet, contudo vc apontou na direção certa quando diz “jamais vai perder esse lado fundo de quintal, essa coisa do ser feita de cueca, muitas vezes inconseqüente, escrita por você e para você”.

    Ótimo post!

  3. Thalles,

    Pois é, algumas discussões acabam ganhando um caráter “sério” demais.

    Eu não acredito na libertinagem (no ótimo sentido) da plataforma blog sendo roubada pela grande mídia. Ela apenas a pega emprestado.

    abs

  4. Victor,

    Concordo contigo. Pode (e já é, em vários casos) ser profissional, mas o “ser feito de cueca” ninguém vai tirar.

    abs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s