Vida de jornalista é interessante?

Vem cá: a rotina de trabalho de um jornalista interessa realmente ao público? Um pequeno canal de TV da Argentina está fazendo o teste: de segunda a sexta, e por dez minutos (a partir de 23h45), vai ao ar na C5N um reality show que tem coleguinhas como protagonistas.

Basicamente, o programa mostra a confusão em torno de eventos concorridos como entrevistas coletivas.

Nada grandioso para ver, portanto. É como quando me pedem para visitar a Redação: gente, isso aqui é um bando de computador amontoado, papéis espalhados e gente neurótica gritando. Nada para ver, portanto.

Tem outra coisa: pra mim, jornalista não existe. Ele é um mediador entre notícia e público (mediação, por sinal, que está indo para as cucuias graças ao avanço tecnológico).

Em tempo, e ainda falando sobre o interesse (de outro tipo) em jornalismo: enquanto no Brasil segue crescendo o número de pretendentes a vagas nas faculdades de comunicação, na Argentina as matrículas caíram 30%. Nas faculdades, o diagnóstico é claro: não há emprego para tanta gente.

2 Respostas para “Vida de jornalista é interessante?

  1. Então o jornalista é um pai de santo.. recebe o espirito e traduz o que ele quer dizer.. hahaha

  2. Thyago, no mundo ideal, a palavra “jornalista” não pode aparecer numa matéria.

    abs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s