Jornalismo sem jornalistas (e notícias)

O consultor Tiago Dória diz que o problema do jornalismo colaborativo (aquele em que o usuário faz suas próprias matérias) no Brasil é a adoção do modelo do Ohmynews, o site sul-coreano apresentado como a trincheira do cidadão sob o lema “cada cidadão é um repórter”.

“O contexto do OhmyNews é bem diferente. Na Coréia do Sul, a mídia é vista como conservadora e chapa branca. Existe uma demanda por veículos alternativos de comunicação e o OhmyNews é um deles. Por isso, as pessoas fazem questão de participar do projeto”, diz Dória ao site-projeto “Vc é a Mídia”.

Vejam, no Brasil a mídia é vista exatamente da mesma forma (conservadora e chapa branca) que na Coréia do Sul _aliás, trata-se de uma visão quase planetária. E isso não significou que o jornalismo participativo tenha superado a fase do “meu-cachorro-fez-xixi-no-poste” (a irrelevância do conteúdo enviado pelo usuário nacional ainda é de doer).

Mesmo com pesquisas do próprio “Vc é a Mídia” indicando na direção oposta, eu prefiro discutir sobre dados concretos os conceitos de notícia e relevância. Por ora, as experiências de colaboração no Brasil, especialmente em grandes portais, seguem pífias e desinteressantes.

Não por culpa, como sustentou Tiago Dória, da aplicação do modelo Ohmynews. Lá, inclusive em atitude que eu considero desvirtuadora da colaboração, o site está amestrando cidadãos para que eles se comportem como repórteres (coisa que tão cedo não vai rolar por aqui).

Além disso, há forte mediação profissional sobre o conteúdo apresentado. É assim também, por exemplo, nas experiências participativas de Terra e G1 _o “Vc é a Mídia” não conta, mas o material que você lê no ar foi profundamente editado e, na maioria das vezes, lembra vagamente a contribuição inicial, invariavelmente sem lide, pé ou cabeça.

É, essa história de jornalismo sem jornalistas ainda vai dar muito pano pra manga.

2 Respostas para “Jornalismo sem jornalistas (e notícias)

  1. E aí, tudo bem!?
    Cara, só queria fazer ressalvas sobre seu comentário.
    Gostei da opinião sobre a estrutura do meu site, considero pertinente, mas queria fazer ressalvas sobre o final do seu post.
    Se você analisar todo o conteúdo em vceamidia.com, encontrará na seção entrevistas uma conversa com o pessoal do VC no G1 afirmando que há dedos de jornalista na edição da produção do cidadão-repórter.
    Em nenhum momento falamos que o conteúdo produzido pelo interagente é diretamente inserido na web.
    A pesquisa que realizamos não é algo padrão, a ser seguido. Só evidenciamos e encontramos como resultado que existem diversos formatos do que é chamado de Jornalismo Colaborativo no Brasil.
    Vide os termos de uso de cada um.
    Qualquer coisa vamos conversando,
    parabéns pelo blog

  2. Rafael,

    “qualquer coisa” não, vamos conversando com certeza. Afeito ao lide, sempre cometo esse erro de não ir até o final.

    Irei e, certamente, corrigirei eventuais equívocos.

    abs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s