E a responsabilidade do jornal?

A Polícia carioca diz ter identificado os torturadores de equipe de reportagem do jornal “O Dia”, capturados em 14 de maio enquanto faziam matéria especial sobre a milícia armada que tomou conta da favela do Batan, no Rio.

Reforço minha dúvida: e a responsabilidade de “O Dia”, como é que fica? Você acha seguro autorizar que três funcionários criem personagens, façam papel de polícia e infiltrem-se por duas semanas numa comunidade subjugada por um grupo paramilitar?

Não, nem a melhor matéria pode sobrepujar o bom-senso.

A repórter era experiente em cobertura de polícia, e o fotógrafo adorava retratar o morro. O motorista até agora não se entende porque foi exposto. Se ele não desempenhava esse papel na missão, por que foi incluído na representação?

Hoje, a vidas destas três pessoas, quase interrompida por um ato de barbárie, está paralisada. Vivem como foragidos num país do continente, enquanto suas famílias temem _com toda justificativa_ pela própria segurança.

Eu imagino como deve ter sido a concepção dessa pauta, o debate dentro da redação, a logística, o envolvimento dos protagonistas.

Óbvio, ninguém foi obrigado a nada. Mas é fato que não se pode bancar uma aventura dessas, há um limite para o exercício da jornalismo. “O fato, ocorrido há duas semanas, só foi divulgado agora para garantir a integridade física dos envolvidos”, diz Alexandre Freeland, diretor de Redação de “O Dia”, em nota oficial.

“Garantir a integridade física dos envolvidos”, na minha língua, é impedir desvarios.

2 Respostas para “E a responsabilidade do jornal?

  1. A liberdade de imprensa foi atacada, mais cho que acima de tudo o que existem são escolhas. Cada um escolhe o seu caminho, porém realmente nesse caso parece que o “limite” foi extrapolado.
    Acho que a violência é um problema social crônico, nesse caso porém parece que realmente o chamado ” jornalismo investigativo” deu um passo a mais, foi além do que devia.

  2. Alguem tem q fazer algo,q bom q eles foram os primeiros,correram risco sim,estrapolaram?Não sei!!!Será q os fotografos e jornalistas q se exporam na Angola e outras areas de conflito do mundo tbm estrapolaram?É pra se pensar ,por q aí vai mais q um ato de profissionalismo descontrolado,essa pessoas deram suas vidas e o ato delas deve esta longe de qualquer afirmação recliminatória,porque graças a elas,justiça esta sendo feita!!!E isso muito importa a tds,talvez não importe a muitos q não residem em areas dominadas por paramilitares…aí sim,pra esses é loucura!!!!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s