A última rotativa do Guardian

Quanto falta para o The Guardian, provalmente o jornal que melhor faz a interação papel-on-line, se transformar numa publicação unicamente eletrônica? “Muitos milhões de usuários a mais no nosso site”, conta Neil McIntosh, diretor de desenvolvimento editorial do veículo.

Em 2007, o Guardian atingiu 19 milhões de usuários únicos em seu site, um incremento médio anual de 35%, e conservou o posto de periódico mais acessado da Internet inglesa.

McIntosh fez uma revelação interessante num debate no Brighton Festival: que as rotativas compradas em 2005 foram a última aquisição do produto. Ou seja: o jornal está se preparando, efetivamente, para viver sem sua edição em papel.

Uma resposta para “A última rotativa do Guardian

  1. Pingback: Governo da França tira 600 milhões de euros do bolso para salvar jornais impressos « Webmanário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s