Arquivo da tag: curador

Jornalista e curador de conteúdo

Ann Friedman comenta as diferenças entre os dois profissionais – ambos importantes e relevantes na era do avanço tecnológico.

De novo, a importância da curadoria de conteúdo

De Arianna Huffington, em entrevista ao Globo, sobre a importância do conteúdo jornalístico num mundo cada vez mais voltado para as redes sociais e seus “jornais pessoais”.

“Com o tempo, as pessoas reduzem a quantidade de sites que elas frequentam com alguma regularidade. Nos Estados Unidos, não são mais que 20 sites. Então, as pessoas querem o que eu chamo de curadoria, ou seja, querem um conteúdo editado, selecionado. O aspecto social é tão importante quanto a edição à medida que as pessoas vão se acostumando ao ambiente da internet.”

É isso: a massa de mídias e o overload informativo só aumentarão a importância do trabalho jornalístico profissional.

O que faz um editor de mídia social?

Já falei recentemente sobre o papel do curador de conteúdo na web, função que eu considero indispensável hoje ao jornalismo, e pintou agora uma boa apresentação sobre o cargo de editor de mídias sociais, outra novidade que a imprensa formal não pode mais se dar ao luxo de abrir mão.

Com a palavra, Rafael Sbarai, que desempenha o papel em Veja _o veículo do mainstream nacional que mais seguidores possui nas principais redes sociais, o que evidencia o bom trabalho desenvolvido por lá.

Tudo para se refletir, e muito, sobre os novos papéis dentro das corporações jornalísticas.

A conversação na internet evolui e, com ela, nossa capacidade de monitorar e responder a essas novas necessidades.

Uma pequena descrição sobre o papel do curador de conteúdo on-line

Há tempos eu tinha determinado a mim mesmo escrever algumas linhas sobre o trabalho de curadoria de conteúdo na web, um aspecto novo e que me parece altamente relevante com o buzz das mídias sociais e sua integração cada vez maior ao nosso cotidiano.

Vai daí que encontrei uma descrição, feita por Rohit Bhargava, que considerei bem próxima da conceituação que daria ao termo “curador de conteúdo”.

Numa tradução livre, é essa:

“Especialistas preveem que, num futuro bem próximo, o conteúdo na web irá duplicar a cada 72 horas.

A análise pura e simples de um algoritmo não será mais suficiente para encontrar o que estamos procurando.

Para satisfazer a sede das pessoas por bom conteúdo em qualquer assunto que você possa imaginar, precisaremos de uma nova categoria de trabalho individual, de alguém cujo trabalho não seja produzir mais conteúdo, mas contextualizar e dar sentido a todo o conteúdo que os outros estão criando.

Alguém que encontre o conteúdo mais relevante e o passe adiante. Essas pessoas são os curadores de conteúdo, que coletarão e compartilharão coisas, fazendo o papel de “editores cidadãos”, publicando antologias altamente valiosas de material produzido na rede.

Esses curadores trarão mais utilidade e ordem às mídias sociais. Ajudarão, ainda, a estabelecer uma nova sistemática de conversação entre empresas e consumidores baseada em conteúdo de valor, e não mais apenas na criação de mensagens publicitárias.”

Coisas para o presente imediato que são legais para a gente ir pensando seriamente.